ACESSIBILIDADE

SES-AM

Secretaria de Estado de Saúde



Vacina Amazonas: fluxo de atendimento na Arena da Amazônia é aprovado pela população

28/08/2021 16:19:49

Com rápido atendimento, espaço é referência nos mutirões do Governo do Estado para ampliação da cobertura vacinal


Com quase seis horas de mutirão Vacina Amazonas, os trabalhos na Arena da Amazônia seguem em ritmo veloz desde as 9h deste sábado (28/08), com atendimentos na modalidade drive-thru. Além deste ponto, o Governo do Amazonas oferece aplicações de doses também no Centro de Convenções Professor Gilberto Mestrinho – Sambódromo de Manaus e na primeira etapa do Centro de Convenções Vasco Vasques.

Emocionada, Maria Monteiro, 44, recebeu a aplicação da segunda dose no sistema drive-thru da Arena da Amazônia junto com o marido dela. Já vacinada, ela aprovou o atendimento recebido. “Muito bom. Organizado, rápido, não tem burocracia. É só chegar que vai ser vacinado. Essa é uma iniciativa muito boa do Governo”, enfatizou.

O secretário de Estado de Saúde, médico Anoar Samad, reforçou o convite para que a população, ao longo dessas 33 horas de vacinação, procure um dos três pontos montados pelo Governo do Estado para que possa ser imunizada, aumentando a cobertura vacinal na capital.

“Dirija-se aos postos de vacinação, estamos aqui a partir das 9h de hoje, não pararemos mais, vamos entrar pela madrugada até as 18h de amanhã, domingo. Lembre-se, a vacina é a arma mais poderosa para você se proteger e proteger aqueles que ama”, enfatizou o secretário.

Nova edição – Ao longo das 18 edições da campanha Vacina Amazonas realizadas anteriormente, o Governo do Amazonas levou imunizantes contra a Covid-19 à população da capital e de cidades do interior do estado. Nesta 19ª edição, a aplicação da segunda dose é a prioridade do mutirão.

Estrutura – Mais de 100 postos foram montados garantem o sucesso da campanha na Arena da Amazônia, Centro de Convenções Vasco Vasques e Sambódromo. Os três espaços contam com sinalização visual e orientação prestada por servidores do Estado à população, que busca esses locais para receber os imunizantes.


FOTOS: Roberto Carlos/Secom